O hygge num bloco de notas

23 maio 2017

Ainda continuo apaixonada pelo hygge e faço dele a minha filosofia da vida: abrandar, procurar a felicidade nas pequenas coisas e fazer dos nossos dias dias melhores, sempre.

Na semana passada recebi este mimino da Filipa no correio que tem tudo a ver com o hygge: um bloco de notas feito com amor e carinho, cheio de inspiração e onde podemos registar tudo aquilo que nos vai na alma. 
Apresento-vos assim a Tulip, a marca criada pela Filipa. Neste momento, a Filipa apenas disponibiliza os blocos, mas podemos sentir que poderá vir mais inpiração pelo caminho...



Workshop Ana, Go Slowly: Quando menos é mais

09 maio 2017


É com muito entusiasmo que anuncio que farei um workshop no Paradela Eco Café no dia 20 de Maio, sábado, das 15:00 às 17:00.

Será um workshop sobre minimalismo com muitas dicas para simplificar e organizar a vida:
- O que é o minimalismo?
- O que podemos reduzir/eliminar da nossa vida?
- O que podemos acrescentar?
- Como podemos ser mais felizes?
- No final, faremos alguns exercícios de yoga e meditação
(e mais algumas dicas que ainda não foram partilhadas no blog)

Inscrições limitadas (10 vagas).
Inscreve-te até 19 de Maio

Morada: Edifício da Estação Paradela, Sever do Vouga
Data: 20 de Maio, sábado
Horário: 15:00-17:00
Valor: 15€

Quando menos é mais!

02 maio 2017

Hoje relembro a edição de Março de 2016 da revista Saber viver, onde fui entrevistada para um artigo sobre minimalismo :)
Neste post publico aquilo que saiu na revista e mais algumas dicas que não foram publicadas.
E sim, sou eu de cabelo louro, o meu cabelo já foi assim!




- O que é para si o minimalismo, o «less is more»?

É vivermos com o essencial, aquilo que nos faz realmente felizes e que nos faz sentir bem. 
Nem sempre é fácil fazer esta análise. Estamos de tal forma condicionados que muitas vezes consideramos o acessório como essencial. A nossa sociedade acabou por mudar totalmente o conceito de essencial… É preciso libertarmo-nos daquilo que nos é imposto, pararmos um pouco e pensarmos realmente: o que me faz realmente falta? Não conseguiria viver sem…?
É também o fazer menos mas com mais qualidade e dedicação. É o aproveitar cada momento e vivê-lo intensamente e o valorizar os pequenos nadas (que afinal são tudo)!
Uma vida mais simples, mais organizada, mais de acordo com aquilo que gostamos e com aquilo que somos, traz uma tranquilidade e paz de espírito enormes.

Desafio Lixo Zero: one tip a day keeps the trash away

01 maio 2017


Um novo mês chegou e com ele um desafio muito especial.

Resolvi juntar-me à Ana Santos do Veg'aerial para que juntas pudéssemos preparar um desafio que leve ainda mais pessoas a aderir esta causa, que é a redução do lixo e da nossa pegada ecológica.

A caminho do armário-cápsula para todo o ano: 60 peças - parte I

21 abril 2017

Se não sabes o que é um armário-cápsula consulta este post ou ouve este podcast que fiz sobre como simplificar o guarda-roupa (tem imensas vantagens, como vestirmo-nos de forma rápida e deixarmos de dizer que não temos nada para vestir e também descobrir o nosso estilo e aquilo de que realmente gostamos).

Comecei por ter um armário-cápsula para cada estação, mas depois achei que fazia todo o sentido ter um para todo o ano (no final deste post partilho uma foto do meu guarda-roupa actual!). Afinal não queria estar com o trabalho de ter que trocar as roupas de verão/inverno a cada mudança de estação (queria memso ter todas as minhas roupas no armário ao mesmo tempo) e as estações estão cada vez mais diluídas, ou seja, não há grande diferença entre elas.

No último post que escrevi sobre o assunto cheguei à conclusão que 65 peças seria o ideal, mas a verdade é que 60 é mais do que suficiente. Claro que um número é apenas um número. O que importa realmente é que a roupa que temos se adeque à nossa vida e nos faça sentir bem, portanto, que cumpra a sua função.

Como comprar a granel?

17 abril 2017

Na sexta-feira aproveitei o feriado para fazer as compras cá de casa. Confesso que agora com as compras a granel acabo por poupar muito mais dinheiro, pois vou muito menos vezes às compras. Gosto de acabar tudo aquilo que tenho em casa e esvaziar todos os frasquinhos e depois gosto de me preparar devidamente e ir às compras nas calmas. 
Portanto ter um dia extra na semana foi perfeito!

Liguei a bimby (para usar a balança) e pesei todos os frascos. A maior parte já tinha o peso (ou a tara) no fundo, mas com as lavagens acaba por ir saindo e já não se via muito bem. Podem fazer isto nas lojas, mas eu prefiro fazer em casa, assim não tenho que estar com essa preocupação na loja.
(Resumo com as principais dicas para comprar a granel no final do post, com exemplos de várias lojas)


Como regressar ou iniciar a prática de meditação?

12 abril 2017



Comecei a meditar há alguns anos (os benefícios são inúmeros e já foram confirmados pela comunidade científica) mas nunca tive uma pratica muito consistente.

A altura em que consegui ter alguma consistência foi também a altura em que meditava durante mais tempo, cerca de 45 minutos (mas estávamos 1h na posição de meditação). Foram 21 dias (dizem que precisamos de 21 dias seguidos para adquirir um novo hábito) e podia ter aproveitado a onda, mas isto aconteceu na altura em que tirei o curso de instructora de yoga, depois regressei ao trabalho, mudei completamente as rotinas e não soube adaptar à meditação aos meus dias.
Acabava por meditar quando sentia necessidade e apenas mantinha o hábito durante alguns dias seguidos, apenas quando conseguia meditar mal acordava.

Percebi agora que estava a complicar demasiado... "só posso meditar antes de nascer do sol" (eu acordo por volta das 6h), "só posso meditar de estômago vazio", "só posso meditar quando houver silêncio total", "só posso meditar quando a minha vida estiver mais tranquila"... 
Se estivermos à espera de todas estas condições, então é que nunca mais começamos a meditar...

Na escola onde pratico yoga, e onde às vezes dou aulas, tem havido uma prática de meditação mensal com o João Sá do Centro Budista do Porto

O que é o Hygge?

27 março 2017

Hygge é comer papas de aveia quentinhas embrulhada numa manta bem quentinha no sofá num dia de muito frio

Diria que é das coisas mais maravilhosas do mundo. Por favor levem-me já para a Dinamarca!

Então o que é o hygge? (lê-se hooga)

Não tem tradução para português e não é uma coisa, é algo que se sente simplesmente. é uma espécie de conforto, de bem-estar, sobretudo quando estamos no sofá enroladinhos numa manta bem fofa, com meias quentes, a bebericar um chocolate quente, com o 4 patas no nosso colo, a ler um livro que estamos a adorar, com a nossa música preferida de fundo. Estão a perceber o espírito?

Entrevista no Officinalis sobre armário-cápsula

22 março 2017


Hoje estou pelo blog da Cláudia, o Officinalis (que adoro!), a falar de armário-cápsula e de como este conceito simplificou tanto a minha vida :)

Passem por lá!

O projecto Not Just a Bottle

15 março 2017


Quem me acompanha pelo Facebook sabe que estive na loja a granel Maria Granel, em Lisboa, no início de Março.

Fiquei absolutamente maravilhada com a variedade de produtos, a disposição e apresentação dos mesmos, as cores, a loja cheia de gente, as crianças que chegaram com os pais e que estavam também elas já de colher em punho a colocar os produtos nos saquinhos e, claro, a simpatia da equipa "Maria Granel".

Regressei ao Porto de coração cheio e com um maravilhoso presente.

Já se fala em Desperdício zero na cidade do Porto

13 março 2017


No sábado tive oportunidade de ser oradora num debate sobre Gestão de Resíduos, inserido no ciclo de debates "O direito à cidade" a propósito da revisão Plano Director do Porto. Os meus colegas de mesa foram: Elisabete Moura da Quercus (moderadora); Emanuel Monteiro (Lipor) e Madalena Alves (professora e investigadora da Universidade do Minho). A Carmen Lima da Quercus não pode estar presente, então gravou um vídeo que foi apresentado na sessão.

Estes debates foram organizados por várias instituições, entre elas a Associação AMO Portugal, a Quercus e a Ordem dos Arquitectos. 

Podem ver mais informação aqui.

Que bom que é saber que há preocupação em torno destes temas!

Aceitar os limites do nosso corpo

03 março 2017


No mês passado, consultei finalmente uma osteopata por causa dos meus problemas de coluna.

Sempre tive algumas dores de costas e volta e meia passo por alturas mais complicadas, em que ando com dores vários dias seguidos (às vezes semanas).

Claro que são dores suportáveis e portanto sempre fui deixando andar... Com a prática de yoga melhorei imenso e isso foi óptimo. Mas sei perfeitamente que o facto de trabalhar em frente a um computador não me ajuda minimamente e estar sentada muitas horas também não. Lembro-me quando tirei o curso de instrutores de yoga (na Quinta do Anjo em Tomar), em que passamos quase um mês sentados no chão, isto quando não estavamos a praticar yoga... Após regressar ao trabalho não conseguia estar numa cadeira e numa secretária, só me apetecia levantar, alongar e depois sentar-me no chão!

Como comprar e vender roupa em 2ª mão?

01 março 2017

OLX

Desde que comecei a ter um estilo de vida zero waste* que tenho tentado comprar roupa em segunda mão. Tenho ido a lojas específicas (podem ver um guia de lojas aqui) e pesquiso sobretudo na internet, pois é sem dúvida, uma forma fácil e rápida de encontrarmos muita coisa e, sobretudo, de lojas/marcas que já conhecemos.

Uso imenso o OLX, até porque também estou a vender imensa coisa lá. Tenho encontrado imensas coisas giras e já comprei um pouco de tudo.

Então deixo aqui algumas dicas que me têm sido bastante úteis.

Como purificar o ar? Tipos de difusores

27 fevereiro 2017

círculo bio

Já há muito tempo que queria arranjar uma forma de purificar o ar cá em casa!
Temos alergias e por mais que limpe a casa há sempre pó e outras particulas no ar, sobretudo desde que temos uma companhia canina.
Sempre gostei de velas, mas as velas apenas disfarçam o mau cheiro e não purificam o ar.
Finalmente encontrei na Círculo Bio difusores que para além de cumprirem a sua função (purificar o ar) são bonitos, o que para mim é um aspecto super importante.

Antes de comprar pedi ajuda à Círculo Bio, que tem um mail específico de apoio (apoio@circulobio.pt), e rapidamente me responderam com imensa informação.
Felizmente o hiko, o difusor que mais gostava, era o mais indicado!
O hiko é um difusor ultrassónico. Podem ver as explicações mais abaixo sobre os tipos de difusores.

Fashion Revolution: como comprar roupa de forma sustentável?

23 fevereiro 2017


Desde que vi o filme The true cost que muita coisa mudou! Estou decidida a fazer parte do movimento "Fashion Revolution" e vou apenas apoiar marcas que sejas ecológicas e éticas. Já há muito que tinha essa vontade mas a verdade é que com o corre-corre do dia-a-dia vamos optando pelo mais fácil. É certo que já não compro roupa há algum tempo e os meus hábitos de consumo mudaram imenso nos últimos anos, mas continuava a ir às lojas que toda a gente vai, afinal estão em todo o lado, em cada esquina há uma, os preços são acessíveis, a publicidade atractiva (nas últimas colecções o estilo predominante é o minimalismo!), portanto tudo me levava também a comprar nessas lojas. Depois do filme? Não consigo mais! É como se entrasse numa loja e visse as pessoas que estão nas fábricas a trabalhar naquelas condições, a poluição que daí resulta, o mal que os químicos fazem ao ambiente e às pessoas que trabalham e habitam ali perto!

Descobri uma nova forma de organização

09 fevereiro 2017



Estive uma semana sem rádio no carro! Antes de isto me ter acontecido, até diria que o rádio não me fazia assim tanta falta, pois ouço muitas vezes podcasts no telemóvel. mas descobri que fez imensa falta! Bem dizem que só damos pela falta de algo quando ficamos sem ela e é bem verdade.

Como passo algum tempo no trânsito, sobretudo ao final do dia, estava a ser uma seca fazer as viagens, tinha que encontrar uma alternativa!

Produtos da Lush que não recomendo

02 fevereiro 2017


Já falei várias vezes da Lush, gosto imenso dos produtos e da sua política sustentável: têm imensos produtos nus (sem embalagem), usam materiais reciclados e aceitam a devolução da embalagem de alguns produtos.

Neste caminho em direcção ao zero waste tenho experimentado várias coisas novas, duas delas foram o condicionador de cabelo e o desodorizante, ambos em barra.

Quanto ao condicionador, nas primeiras utilizações achei que era demasiado duro e por isso bastante difícil de aplicar no cabelo. Era necessário fazermos várias passagens no cabelo. Com o tempo foi derretendo na lata e agora é difícil de usar pela razão contrária, desfaz-se e de cada vez que usamos acabamos por utilizar uma grande quantidade, portanto não fiquei fã.

Estado do condicionador neste momento

Adeus anúncios!

31 janeiro 2017

Não sei se já tinham reparado mas eliminei toda a publicidade do blog: adeus anúncios de toda a espécie! Quero que o blog seja o mais clean possível e que a atenção se foque realmente no conteúdo de cada post.

A única coisa que faço neste momento é partilhar informação sobre as marcas que defendo porque uso produtos dessas marcas e porque realmente acredito nas mesmas.

Destralhar precisa-se!

30 janeiro 2017

Já tinha saudades de destralhar a sério!

O caos que reinava cá em casa serviu-me de inspiração e pus mão à obra! 
Quando temos a casa suja ou desarrumada devemos aproveitar para fazermos algumas perguntas "Como é que isto ficou assim?", "terei demasiadas actividades na minha vida? O que devo eliminar?", "Posso pedir ajuda a alguém?", "O que dá mais trabalho a limpar/arrumar?", "O que posso eliminar e que não faz alta?". À medida que ia limpando ia-me questionando e separando algumas coisas. Como não tive tempo de limpar e arrumar tudo o que queria (afinal a casa também não ficou toda desarrumada em algumas horas), fui apontando as áreas que queria arrumar e o que fazer em cada uma delas. O objectivo é ir fazendo aos bocadinhos durante a semana.
A roupa é sempre o mais fácil, à medida que ia tirando roupa no armário para vestir, tirava mais uma peça para dar ou vender. Separei várias peças que queria vender para depois tirar fotografias. Com a aplicação do OLX escrevi rapidamente os anúncios e adicionei as fotos.
No final, fiquei com dois sacos: um com roupas para dar e outro com roupas para vender.

Minimalista, eu?

23 janeiro 2017

Por vezes a casa e a vida ficam tão caóticas, que pensamos: "minimalista, eu?"
A verdade é que também nos vamos habituando ao nosso nível de minimalismo e depois o que antigamente parecia ser fantástico e super simples, agora já parece demasiado complicado e atolhado de coisas!
Por vezes imagino-me a viver numa mini casa com o mínimo dos mínimos e penso na maravilha que seria não ter que perder tempo a limpar nem a arrumar praticamente nada. Não haveria tralhas, nem pó escondido! Que linda imagem! Depois volto à realidade e vejo tralha, confusão e pêlo do meu cão por todo o lado!
Percebo afinal que isto do minimalismo não é uma viagem com ponto de chegada, é simplesmente um caminho sem fim, em que temos que trabalhar todos os dias! Temos que ir organizando, limpando e cuidando das nossas coisas e da nossa casa para deixarmos entrar apenas aquilo que é realmente importante. Com a correria do dia-a-dia vamos facilitando e andamos tão distraídos que quando damos conta já é tarde demais!
No fim-de-semana que passou ia entrando em pânico! A casa estava uma confusão, cheia de coisas e de pó! Parecia que tinha entrado literalmente na casa de um estranho... Eu fui me apercebendo do estado, mas fui ignorando... Afinal há tanta coisa mais importante para fazer... Por um lado até fiquei feliz comigo, pois sempre fui obcecada com limpezas, mas por outro... fiquei extreamente chateada pois sou perita em ser hiper crítica comigo! Como poderia eu estar aqui a escrever dicas sobre como destralhar, organizar e manter a casa limpa se depois não consigo cumprir nada disso?
A verdade é que a vida aparece pelo meio e se há coisa que o minimalismo me fez, foi perceber aquilo que é realmente importante! E neste momento o importante tem sido dedicar-me a coisas novas (sobretudo relacionadas com o movimento zero waste), aproveitar os fins-de-semana para sair e aproveitar para descansar o máximo que consigo durante a semana. Tenho andado muito cansada, ainda ando a experimentar novas rotinas e horários para ver o que resulta melhor comigo... e estou a perceber que isso não tem mal nenhum! Para conseguirmos descobrir a fórmula certa temos que experimentar coisas novas, temos que falhar, enfim temos que viver! 
E eu sou humana! E isso é libertador! :)

Livro: guia de viagens para Zero wasters

16 janeiro 2017



Foi com imensa satisfação que decidi participar no livro "Zero Waster’s Travel Companion", escrito pela comunidade de bloggers zero waste da qual faço parte, e que pretende ser um guia de viagens para quem segue este estilo de vida. O objectivo é que não seja necessária ligação à internet, ou seja, no livro conseguem ver tudo: restaurantes, lojas, horários, informação sobre o sistema de reciclagem da cidade, se é seguro beberem a água da torneira, etc.

Houve já uma primeira edição do livro (há em PDF e formato para Kindle) e nesse Portugal não estava incluído.

Um sábado pelas ruas do Porto

10 janeiro 2017

Sabe tão passear no Porto!

Antes de sair de casa muni-me do meu kit zero waste: saco em tecido com frasco, conjunto de talheres, guardanapo e individual (neste caso o bloc'n'roll que é mais do que um simples individual).


Entre a rua da Fábrica e a rua do almada, entrei no Oporto Craft Market.

Antes feito que perfeito

08 janeiro 2017




Tenho muitos posts na gaveta, à espera do dia em que serão publicados... 

Esta mania da perfeição persegue-me desde que me conheço. Começo a escrever com a intenção de aperfeiçoar o texto e depois acabo por não o publicar.

Vai ser este o ano em que vou deixar o perfeccionismo de lado!

Afinal depois posso sempre editar o texto, nada me proíbe de o fazer... 

Se pensar bem bem nunca nada está perfeito... A cada revisão haverá sempre coisas a mudar. E quem nunca está satisfeito permanecerá assim: eternamente insatisfeito!

Por um lado é bom termos esta vontade de melhorar sempre, por outro... chega a ser demasiado cansativo e às vezes só queremos mesmo desligar o botão da perfeição...

Assim para este novo ano quero levar esta mensagem comigo:

"Às vezes mais vale feito do que perfeito"



Ter ou não um orçamento mensal?

04 janeiro 2017


Já desde 2013 que faço o nosso orçamento mensal e escrevi várias vezes no blog sobre a importância do mesmo. Também disponibilizei o ficheiro que utilizava aqui.

As vantagens de ter um orçamento mensal são várias:
- sabermos exactamente aquilo que ganhamos e gastamos
- analisar onde podemos poupar
- planear para o futuro (despesas maiores, ter um fundo de emergência...)

Como tirar rótulos de frascos de vidro

03 janeiro 2017

Há algumas coisas que ainda não consigo encontrar a granel como óleo de côco e geleia de arroz.
Nestes casos compro em frascos de vidro que depois reaproveito.
Uma forma bem simples de retirar os rótulos e a cola é fazendo da seguinte forma:
Encho uma panela com água, coloco um pouco de detergente da louça e um pouco de vinagre e depois coloco os frascos lá dentro.

Desperdício zero: alternativas que utilizo no dia-a-dia

01 janeiro 2017


E que tal se uma das resoluções do próximo ano for produzir menos lixo?

Já tinha publicado estas dicas no instragam, e na homepage do blog mas faltava o post.

Cá vão os itens que utilizo: