Hidratar a pele de forma minimalista

13 maio 2013


Aqui o "minimalista" significa duas coisas: de forma simples e ecológica.

Deixei de usar cremes de há uns tempos para cá (com a excepção do protector solar). A verdade é que faço alergia a quase tudo (tenho eczema - mas só tinha crises constantes em criança) e um produto que agora até pode não fazer alergia, amanhã já faz. Além disso, há alturas em que a pele faz reacções enormes, quando por exemplo está muito seca, depois de um banho mais longo. Nessas alturas, não podia colocar nada na pele pois tudo o que colocava fazia-me mesmo muito mal. 

Para além destas crises que vou tendo (principalmente no rosto), passei a ter ainda mais cuidado com o que uso na minha pele, sobretudo desde que me tornei vegana.

Através da Rita descobri o óleo de amêndoas doces e comecei a usar, não só no esfoliante que é óptimo mas também como hidratante. Só que mesmo depois do banho, descobri que o óleo de amêndoas doces não era o ideal, pelo menos para o rosto. Foi aí que descobri o óleo de côco! Posso dizer-vos que é fantástico e não me provoca qualquer reacção. Uso em todo o corpo mas sobretudo na cara, que é onde uso todos os dias.





Pode parecer estranho ler que além de usos culinários pode ser usado no cabelo e pele, mas é mesmo verdade. E aliás para cozinhar é óptimo, porque tem um cheiro a côco extremamente agradável, portanto não precisam de se preocupar com o cheiro a fritos.

Quando o compramos não está no frio e por isso na primeira utilização é mais fácil de usar, é só esfregar um bocadinho nas mãos e espalhar na zona pretendida. Como depois de aberto tem que ser guardado no frigorífico, fica um pouco mais duro, aí por vezes uso uma colher para me ajudar a tirar um pedacinho e depois tenho que esfregar um pouco mais entre as duas mãos. Depois é só aplicar e já está.

No cabelo nunca experimentei, se algum dia o fizer coloco aqui. Li algures que torna o cabelo mais forte e brilhante, por isso qualquer dia testo a receita.

Pode-se comprar em qualquer loja de produtos naturais.

Deixo aqui mais algumas utilizações deste poderoso ingrediente.

7 comentários:

  1. Ja conhecia essas propriedades através de uma amiga que não sendo vegan tem imensas preocupações e curiosidade por coisas naturais. Ando à procura desse óleo mas não tenho encontrado.
    Dizem maravilhas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu costumo comprar nas lojas Celeiro Dieta, lá tem sempre :)

      Eliminar
  2. Olá Ana, e a pele não fica mto oleosa?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, se se colocar muito fica. Eu costumo usar pouquinho e às vezes, no final, passo um bocadinho de papel para retirar o excesso.

      Eliminar
  3. Nem de propósito, acabei de comprar uma frasco de óleo de côco dessa marca mesmo, para usar na cozinha! E já sabia que é um bom hidratante mas se resultar no cabelo..maravilha!! Ainda não encontrei um amaciador decente, tou muito tentada a experimentar isto!

    beijinhooos*

    ResponderEliminar
  4. Eu uso o óleo de coco no cabelo. É óptimo para cabelos crespos e cacheados. Pode ser adicionado a máscaras, condicionadores, ou até usado puro, em cabelo seco ou húmido.

    ResponderEliminar
  5. Ana, eu andava à procura de um hidratante natural!!! E lembrei-me de si, vim aqui ver e adorei!! Vou comprar obrigado pela dica! Agora sim o meu ritual de beleza é todo à base de produtos naturais!! :) feliz!! Quase, quase a colocar no blog... obrigado!! beijinhos e bom regresso!!

    ResponderEliminar